SEO: AMP para Ecommerce

O protocolo Accelerated Mobile Pages do Google torna os sites para celular mais rápidos. Sites mais rápidos geralmente apresentam taxas de rejeição mais baixas, números maiores de tempo no site e taxas de conversão mais altas. O AMP também beneficia o desempenho da pesquisa natural.

Usuários de smartphones querem velocidade. É senso comum, e os dados de muitas fontes ao longo dos anos fazem o backup.

De acordo com o relatório "A necessidade de velocidade móvel" do Google DoubleClick em setembro de 2016, a maioria dos consumidores espera que as páginas para dispositivos móveis sejam carregadas em 2 a 3 segundos.

De acordo com o relatório “A necessidade de velocidade móvel” do Google DoubleClick em setembro de 2016, a maioria dos consumidores espera que as páginas para dispositivos móveis sejam carregadas em 2 a 3 segundos.

A estrutura de AMP oferece velocidade, carregando páginas em média quatro vezes mais rápido que as páginas não aceleradas e usando um décimo dos dados da rede celular. O AMP é um padrão técnico aberto que acelera os tempos de carregamento de páginas para dispositivos móveis para “melhorar drasticamente o desempenho da Web para dispositivos móveis”. A AMP funciona incluindo dados estruturados para marcar conteúdo e simplificar anúncios e outros códigos mais complexos.

Nos quase oito meses desde que o Google introduziu a AMP, o apoio do mundo editorial foi imenso, com adoção pelo Pinterest, The Washington Post, Wired e muitos outros. O AMP também foi trabalhado na plataforma WordPress, no aplicativo de pesquisa móvel do Bing e no Ebay.

Para os usuários que pesquisam em dispositivos móveis, as páginas AMP estão posicionadas na parte superior da página e marcadas nos resultados de pesquisa com pequenos ícones AMP de raio

As AMP se aplicam ao comércio eletrônico?

O desejo dos compradores pela rápida navegação na web não termina com publicações de conteúdo. Mas enquanto as grandes editoras estão se aproveitando da AMP, a adoção mais complexa de sites de comércio eletrônico ficou para trás. Restrições rigorosas sobre o JavaScript e outros elementos que podem ser usados ​​limitam a funcionalidade dos sites de comércio eletrônico nas AMP, tornando-a uma opção menos atraente para muitas marcas importantes.

A importância relativa da velocidade da página e da funcionalidade complexa é algo que todas as marcas devem, pelo menos, discutir. Se você está focado em prestar consultoria SEO com certeza o assunto velocidade deve estar no seu top 3 de preocupações. E aqueles com sites de comércio eletrônico menos complexos ou com catálogos de comércio eletrônico menores devem considerar seriamente o uso da estrutura de AMP.

Para um exemplo do que é possível para comércio eletrônico em AMP, consulte ” Introdução ao AMP para comércio eletrônico ” no blog do Accelerated Mobile Pages Project.

Os sites de comércio eletrônico podem, e devem, implementar AMP em seus blogs e outras páginas com conteúdo textual para competir mais com os editores por pesquisas valiosas sem marca.

Por exemplo, Allen Edmonds, fabricante e varejista de calçados, tem um conteúdo interessante sobre como cuidar de calçados de couro, mas também de muitas publicações de cavalheiros e outras marcas. Allen Edmonds faz ranque para frases de cuidado de sapato, mas não tão bem quanto precisa. O uso do AMP para o conteúdo do artigo pode representar uma vantagem competitiva para a estratégia de pesquisa móvel de Allen Edmonds. Alcançar mais clientes pós-compra- res que compartilham seus interesses também introduziria mais potenciais compradores à sua marca e poderia levar a um aumento nas vendas.

Em alguns casos, como a Wired, que obteve um aumento de 25% nos cliques dos resultados de pesquisa, os editores veem muito mais tráfego de pesquisa do Google para celular depois de implementarem as páginas AMP. Esses aumentos têm que vir de algum lugar, o que significa que o tráfego de pesquisa do Google para celular provavelmente está caindo em conteúdo não-AMP.

O Wired está sendo concluído para os mesmos tipos de tráfego que o seu site de comércio eletrônico? Não, provavelmente não, já que a Wired é uma publicação de notícias sobre tecnologia. No entanto, pense nas publicações contra as quais você compete para os rankings desejados. Olhe para os resultados de busca que você quer ser competitivo e realmente analisar os rankings dos outros sites. Muitas marcas estão competindo contra algum tipo de publicação, muitas das quais implementaram o AMP.

Como funciona a AMP?

A AMP usa um subconjunto de HTML chamado AMP HTML, que na verdade é apenas um subconjunto do padrão HTML maior com tags personalizadas e propriedades adicionadas. Há também restrições envolvendo CSS, fontes e marcação de imagens com as quais os desenvolvedores precisam se familiarizar.

JavaScript é permitido, mas também é limitado a um subconjunto de AMP JS dos desenvolvedores padrão de JavaScript. Soluções alternativas e hacks já estão disponíveis para funções que as AMP não suportam – pesquise nos fóruns da comunidade de código aberto para encontrá-las.

O JavaScript complexo também é permitido em iframes, mas lembre-se de que ele será carregado depois de todo o restante da página, e que o conteúdo dentro de iframes não costuma ser rastreável para os mecanismos de pesquisa. Em outras palavras, não se preocupe em colocar nada em um iframe que você queira que os compradores vejam ou que acompanhe uma página que você queira classificar bem na pesquisa natural.

Atualizações Recentes em AMP

O Google também introduziu algumas melhorias e ferramentas interessantes para o conteúdo de AMP nos últimos meses.

No algoritmo de pesquisa para dispositivos móveis do Google, os sinais de AMP agora superam os sinais enviados pela indexação de aplicativos. Em outras palavras, se um site tiver uma página AMP e uma página em seu aplicativo móvel para a mesma coisa – um artigo individual ou uma página de produto, por exemplo -, o Google deixará de classificar a página do aplicativo e classificará a página AMP.

Isso faz sentido do ponto de vista do usuário móvel, porque os pesquisadores que procuram por um conteúdo podem não querer baixar um aplicativo para dispositivos móveis apenas para visualizá-lo. No entanto, isso provavelmente reduzirá a quantidade de instalações e o uso de aplicativos móveis. Esta não é uma mudança de classificação de acordo com Googler Malte Ubl, uma tecnologia líder em AMP do Google. É simplesmente uma troca de páginas de aplicativos para dispositivos móveis para a mesma página AMP quando essa página de aplicativo para dispositivos móveis já está classificada.

No lado de testes e desenvolvimento, o Google Search Console agora inclui uma ferramenta de teste AMP otimizada para dispositivos móveis, que usa a infraestrutura de pesquisa na Web do Google para analisar a página AMP com o verdadeiro Googlebot para testar a validade das marcações AMP e estruturadas da página implementação de dados. Também inclui um botão de compartilhamento para enviar facilmente os resultados do teste àqueles que podem ajudar a discutir e solucionar erros.

A ferramenta de teste de AMP no Google Search Console inclui um botão de compartilhamento para enviar os resultados do teste para aqueles que podem ajudar a discutir e resolver erros.

4 Erros que Matam Produtos Sustentáveis

produtos sustentáveis

Apesar da sustentabilidade ser uma tendência clara para o desenvolvimento de novos produtos (veja post e entrevista anteriores), é importante reconhecer que produtos sustentáveis não significam garantia de sucesso comercial, pois continuam sujeitos às mesmas leis do mercado que todos os outros produtos, ou seja, venderão somente se atenderem a alguma necessidade dos clientes, se estiverem posicionados corretamente e se custarem um preço justo.

Nesse sentido, vários são os exemplos de produtos com apelo socioambiental que deram errado ou que jamais decolaram. Os erros mais comuns costumam ser:

1) Ter pior qualidade: o consumidor não está disposto a aceitar um produto mais feio ou de pior funcionamento por causa de atributos socioambientais. O negócio é oferecer um detergente que limpa bem, é cheiroso, tem um design bonito e, além de tudo, não contém tóxicos na sua composição (veja exemplo da Method, em inglês).

2) Custar muito caro: na maioria das vezes, as pessoas só estão dispostas a pagar um pouquinho mais por sustentabilidade. Teste com você mesmo: quanto você pagaria por um tomate orgânico? Se você estiver na média, deve ter pensado algo entre 5 e 15%. Use este parâmetro como ponto de partida para outros produtos também.

3) Exigir sacrifício: esse talvez seja o maior de todos os erros. Não é realista esperar que a maior parte da população tomará banhos mais curtos, comerá menos carne ou lavará fraldas de pano por livre e espontânea vontade. Isto pode até acontecer com parte da população, mas para atingir a maioria a sacada é oferecer uma solução confortável e sustentável, como um sistema de reuso da água do banho para o vaso sanitário.

4) Entrar cedo demais no mercado: no ramo de tecnologia, não faltam casos desse tipo. O tablet, por exemplo, foi inventado há mais de 10 anos (a foto ao lado é do Apple Newton, um fracasso de vendas!), mas só se popularizou depois do iPad, quando havia tecnologia para transformá-lo em uma plataforma multi-uso e consumidores prontos para fazer filas para comprá-los. Para produtos sustentáveis, a regra também vale.

Gestão Estratégica e Clima Organizacional

Gestão Estratégica

Gestão Estratégica refere-se às técnicas modernas de gestão, avaliação e ao conjunto de instrumentos, ferramentas e recursos concebidos para ajudar as empresas na tomada de decisões estratégicas de alto nível.

A Gestão Estratégica estabelece objetivos para melhorar a situação da organização, como o aumento de lucro ou redução de custos. Ela avalia a desempenho em termos de objetivos estabelecidos e disponibiliza a informação a quem toma as decisões na organização para que seja melhorado ou elaborado o Planejamento Estratégico da empresa.

A Gestão Estratégica avalia e faz a gestão do capital intelectual, aptidões e experiência da força de trabalho das organizações.

A Gestão Estratégica é baseada em atividades e, busca também avaliar clientes e projetos em termos de custo/benefício totais à organização.

Não só na esfera privada mas também na gestão pública, em todas as esferas de governo, é sentida a necessidade de uma Gestão Estratégica no Planejamento, que possa realizar uma medição do seu nível mediante o setor no qual está inserida, a fim de obterem comparações de seus indicadores com os de anos anteriores, outras empresas ou órgãos, outros estados ou países.

Uma organização proativa, seja ela privada ou pública, deve fazer constantemente a medição de seus indicadores, tais como lucratividade, prejuízos, satisfação de seus clientes, o produto interno bruto per capita, renda familiar, arrecadação de impostos, desempenho de estudantes, percentual de crescimento industrial, crescimento populacional, etc., de modo a obter um referencial, um nível de desempenho, reconhecido como padrão de excelência para a Gestão Pública. 

Clima Organizacional 

Clima Organizacional

Diversos estudos no Brasil e no mundo mostram que o mercado está definitivamente deixando para trás a era em que os ativos tangíveis como máquinas e estoques eram os únicos que movimentavam a economia. Estamos entrando numa nova era, a era do conhecimento, da informação, da comunicação e das relações, onde as pessoas, suas crenças, valores, comportamentos, conhecimentos e relacionamentos passam a ser determinantes para o sucesso ou o fracasso das empresas.

Clima organizacional é a qualidade das relações estabelecidas no ambiente, que é percebida ou experimentada pelos participantes da empresa e, que influencia o seu comportamento. Clima Organizacional é a atmosfera de relacionamentos que percebemos quando entramos num determinado ambiente e nos faz sentir mais ou menos à vontade para ali permanecer, interagir e realizar (produzir).

Os colaborados de uma organização são influenciados pelo Clima Organizacional e, ao mesmo tempo, o influenciam. Assim se o clima for positivo ampliará comportamentos construtivos, gerando mais produtividade com qualidade de vida, mas se for negativo, levará a organização para comportamentos cada vez mais destrutivos, prejudicando a produtividade e desgastando as pessoas e seus relacionamentos.

A Consultoria Empresarial pode ajudar sua empresa a conhecer os fatores que dificultam a manutenção de um clima organizacional produtivo, pois, os problemas de relacionamento entre os colegas de trabalho, gestores e subordinados, a falta de comunicação eficiente, atitudes negativas e a instabilidade emocional são os principais inimigos do sucesso empresarial.

Prejuízos gerados pela má Gestão do Clima Organizacional:

• Diminuição da produtividade

• Gastos com rescisões de contratos

• Gastos com seleção e treinamento

• Perda de talentos

• Reclamações trabalhistas

• Retrabalho e desperdício

• Perdas de motivação

• Diminuição da assiduidade e pontualidade

• Diminuição da criatividade e inovações no trabalho.

Realize uma Pesquisa de Clima Organizacional em sua empresa, para descobrir como está a qualidade do clima em sua organização, e o conjunto de condições que levam a insatisfação ou satisfação dos colaboradores, o que possibilitará a tomada de decisões para a melhoria e o sucesso da empresa. 

O que é Assessoria em Gestão Empresarial?

Gestão Empresarial

Com o mundo globalizado de hoje as fronteiras se estreitaram e as modificações no mundo empresarial ocorrem do dia para a noite. Os desafios que as empresas têm que enfrentar estão cada vez maiores, mais abrangentes e graves. 

A necessidade constante de diminuição dos custos e aumento da lucratividade, as alterações na legislação brasileira, a busca por ampliar os benefícios concedidos aos empregados e a excessiva tributação têm causado muita angústia nos empresários, tenham eles empresas de pequeno, médio ou grande porte.

As dificuldades atuais que as empresas enfrentam e a necessidade imediata de buscar conhecimento e soluções para resolver os problemas fazem com que os empresários proativos, que têm visão de futuro e, desejam o sucesso empresarial, busquem ajuda externa de uma empresa que preste serviço de Assessoria em Gestão Empresarial.

Com a aceleração do mercado nas últimas décadas, a necessidade premente de rapidez nas decisões e as constantes mudanças no mundo do trabalho a Assessoria em Gestão Empresarial é a melhor opção e acaba por tornar-se essencial dentro das organizações sejam elas públicas, privadas ou governamentais.

Assessoria

As Consultorias em Gestão Empresarial têm por objetivo resolver os problemas das empresas clientes em diversas áreas, elaborando diagnósticos completos e detalhados da situação da empresa, identificando os pontos fortes e pontos fracos, assim como as ameaças e as oportunidades e, propondo soluções prática, efetivas e com o menor custo possível.

A Consultoria Empresarial é capaz de ajudar sua empresa a se adaptar as novas realidades do mercado brasileiro e também do mercado internacional, acompanhando as mudanças e as exigências do momento. 

Com a globalização a competição entre as empresas de diversos países do mundo se intensificou muito e, é exatamente a qualidade dos serviços e produtos, assim como, a Gestão que fará o diferencial. Ajudar a empresa a promover grandes melhorias no menor espaço de tempo possível, objetivando resultados mais positivos e aumento da lucratividade são as metas principais do trabalho de Assessoria em Gestão Empresarial.