Saiba mais sobre a recente regulamentação das apostas esportivas no Brasil

goleiro de futebol

Se você é um apostador profissional ou iniciante é necessário que saiba mais sobre a recente regulamentação das apostas esportivas no Brasil. Esse tipo de aposta não é mais novidade e vem tendo bastante crescimento atualmente.

No entanto, esse crescimento e o alto faturamento que os apostadores podem conseguir chamou a atenção das autoridades brasileiras, já que as apostas online não são legais, mas também não são proibidas.

Essa indecisão da justiça deixa os apostadores em dúvidas, porém não precisam mais se preocupar com elas, pois o que tudo indica é que as coisas vão melhorar após a Medida Provisória 846, que foi apresentada e sancionada por Michel Temer em dezembro de 2018.

Após essa medida provisória, o Ministério da Fazenda tem um prazo de dois anos para estabelecer as regras que serão utilizadas para a concessão do direito de exploração das apostas online.

Essa provisória foi aprovada em uma rápida movimentação após receber o aval do Congresso Nacional e também do Senado. No entanto, os dois anos de prazo que o Ministério da Fazenda tem, pode ser estendido para mais dois, para que possa ser feito a regulamentação e as diretrizes de como serão realizadas as licenças para as empresas, além das regras e da quantidade de  licenças que podem ser aprovadas, entre outros detalhes.

Essa movimentação rápida foi uma grande surpresa para todos os apostadores, isso porque os antigos projetos de lei para a legalização dos jogos e dos sites de apostas esportivas e também de cassinos online, quando chegam ao congresso costumam ficar parados por muitos anos.

O que fez essa movimentação acontecer?

Um dos motivos para a recente regulamentação das apostas esportivas no Brasil acontecer foi à possibilidade de geração de empregos, mesmo em um país onde a economia está precisando melhorar.

Mesmo diante desse problema econômico os sites de apostas esportivas já tiveram um grande crescimento com clientes brasileiros, o que direcionou mais empresas para o mercado nacional.

Agora temos que esperar para saber como serão os detalhes de como os jogos e também os cassinos físicos voltarão a existir no Brasil, como acontecia antigamente, antes da lei que foi sancionada pelo o Presidente Dutra em 1940.

Como será a regulamentação das apostas?

A recente regulamentação das apostas esportivas no Brasil é uma questão ainda sem resposta, pois isso é um projeto que se fala há anos e até hoje não houve nenhum grande avanço.

No entanto, um representante do Ministério da Fazenda mostrou interesse do governo brasileiro em regulamentar as apostas esportivas.

Mesmo com esse projeto de lei pronto, ele ainda precisa passar por aprovação no Congresso Nacional para que então as apostas online sejam legalizadas.

Quais seriam os benefícios da aprovação

Se o projeto de lei da regulamentação das apostas esportivas for aprovado, uma boa quantidade de impostos seria recolhida pelo governo neste imenso mercado, o que movimentaria a economia brasileira gerando empregos para este segmento e dando a oportunidade para a criação de bolsas esportivas brasileiras.

Depois da Medida Provisória apresentada por Michel Temer ficou claro que as apostas online não são crimes no nosso país, sendo assim os apostadores brasileiros podem explorar uma grande variação de sites como Bet365, SportingBet e Betfair para entrarem no mundo do trade esportivo.

Gostou deste artigo? A recente regulamentação das apostas esportivas no Brasil é apenas uma Medida Provisória para que os jogos não sejam enquadrados como crimes. Portanto, se você gosta de apostar pode continuar fazendo as suas apostas sem problema.

Essa medida vale até que o projeto de lei seja aprovado e a legalização seja feita junto com as regras e outros detalhes. Boa sorte.

Como adaptar a sua casa para um idoso

idosos passeando

Tão importante como os cuidados e adaptação de uma casa com a chegada de um bebê, são importantes os cuidados para adaptar a sua casa para um idoso.  

Quem tem pai, mãe, avós ou outros parentes que já são de idade em casa, sabe que é preciso ter atenção especial para os cuidados com as pessoas de idade avançada.

Móveis sob medida podem ser escolhidos de acordo com a idade da pessoa, mas principalmente com a necessidade de cada idoso. A adaptação de uma casa deve ser pensada especialmente para evitar a queda dos idosos, muito comum nesta etapa da vida.

De acordo com profissionais especialistas em geriatria, os piores casos de quedas e aparecimento de alguns problemas de saúde na terceira idade, podem ser decorrentes da falta de cuidado ou atenção dos idosos enquanto andam mesmo dentro de casa.

Para saber como cuidar melhor das pessoas mais experientes, confira o artigo de hoje em que vamos explicar melhor como adaptar a sua casa para um idoso.  

A importância da adaptação de uma residência para o idoso

Toda a casa pode ser modificada pensando nas necessidades dos idosos, para evitar quedas que possam causar fraturas ou ainda outros problemas mais graves.  

É de grande importância que uma residência em que se encontra um idoso, sofra pequenas modificações, desde a retirada de tapetes e itens de decoração que podem ocasionar escorregões até modificações maiores como mesas personalizadas, por exemplo, com a altura ajustada para o idoso.

Nos diferentes cômodos de uma residência é possível proporcionar maior segurança e tranquilidade, para que o idoso consiga se mover dentro de um cômodo, sem maiores perigos ou dificuldades.  

Para a mesa, por exemplo, o mais indicado é utilizar mesas que sejam firmes e rígidas, para que a pessoa possa se apoiar quando necessário, sem correr o risco de se desequilibrar e acabar até mesmo caindo ao chão.  

Quais os ambientes precisam de adaptação para a pessoa idosa

Você vai poder conferir agora quais são os principais ambientes que precisam de adaptação em uma residência, para que a pessoa idosa consiga se movimentar com maior tranquilidade.

Mesmo para esses casos é possível contar com o auxílio de uma fábrica de móveis,  que poderá confeccionar o móvel sob medida que deseja, atendendo especialmente às necessidades para o ambiente com um idoso.  

Pensando na casa como um todo, o mais recomendado especialmente pelos geriatras é que a casa possua apenas um andar. É preciso evitar ao máximo o uso de escadas, pois existe maior risco de acidentes em casas com dois andares, mesmo quando são instalados o corrimão para dar apoio e auxílio para a locomoção do idoso.

Sala de jantar

Além da mesa como já foi comentado acima, também é possível utilizar cadeiras personalizadas e se possível, cadeiras que tenham o apoio lateral podendo dar maior sustentação e segurança para a pessoa.

Caso tenha móveis como, por exemplo, uma cristaleira em sua sala de jantar, o mais indicado é organizar os itens na altura dos olhos. Evite colocar nas prateleiras mais altas ou mais baixas que pode dificultar o alcance dos idosos.

O mesmo, vale também para as prateleiras da cozinha e outros locais como também o banheiro.  

Sala de estar

Estofados personalizados são muito bem-vindos também na sala de estar. Nesse ambiente procure incluir móveis sem quina, para não acontecer acidentes tanto de quedas como de simples batidas.

Banheiro

O banheiro é um dos ambientes principais e mais importantes que você precisa cuidar e ter maior atenção a todos os detalhes.

Retire tapetes do banheiro e principalmente aqueles que são feitos de crochê. Inclusive dentro do box, evite utilizar tapetinhos e opte por um banquinho para que a pessoa possa se sentar durante o banho, caso necessário.

Além disso procure instalar barras de segurança na lateral do vaso sanitário, mas também, dentro do box. A grande maioria dos acidentes envolvendo idosos em ambiente domiciliar acontecem no banheiro.  

Quarto

Para o ambiente de descanso como o quarto, procure deixar apenas os móveis mais essenciais e evite ficar mudando de lugar. Assim a pessoa consegue se movimentar facilmente e sabendo exatamente qual a disposição do cômodo por onde ela pode se locomover.

Uma atenção especial deve ser dedicada para a altura da cama. Os modelos mais altos como os boxes, podem ser os mais indicados pois ajudam a pessoa a deitar e levantar com mais facilidade.

Gostou deste artigo? Seguindo essas dicas e cuidados, você mantém o ambiente residencial mais seguro e confortável para evitar quedas e acidentes com os idosos.  

Saiba como escolher o chuveiro ideal para a sua casa

banheiro com chuveiro

Tomar banho deixou de ser apenas uma atividade de higiene pessoal há muito tempo e passou a ser um momento para relaxar após um longo dia de trabalho.

E o principal responsável pelo relaxamento nas casas brasileiras é o chuveiro, já que ele proporciona conforto durante o banho.  No entanto, alguns desses equipamentos não proporcionam tanto conforto assim.

Por esse motivo, as pessoas estão trocando este equipamento por um mais moderno, se você também quer instalar outro chuveiro na sua casa é importante que saiba como escolher o modelo ideal.

Existem vários modelos no mercado que atendem diferentes necessidades e você precisa identificar qual é o melhor para a sua residência.

Tipos de chuveiros que você pode usar

Para lhe ajudar a escolher o chuveiro ideal para a sua casa selecionamos os principais modelos que estão disponíveis no mercado, observe qual deles é o melhor para você.

Chuveiro elétrico

Esse tipo de chuveiro é o mais comum atualmente, a sua popularidade vem crescendo bastante devido à variedade de modelos disponíveis aliada às diferentes funções e pelo preço mais barato.

Nos modelos mais simples são encontrados de 3 a 4 temperaturas, já os chuveiros mais sofisticados possuem versões multitemperatura, além de oferecerem controle de água para deixar o banho mais econômico.

Chuveiro eletrônico

Este tipo de chuveiro é diferente do elétrico, pois permite que você faça a regulagem gradual na temperatura da água. Dessa forma fica mais fácil chegar à temperatura perfeita para o banho.

Além disso, o chuveiro eletrônico faz a mistura com precisão da água quente com a fria, o que gera mais economia de energia.

Chuveiro a gás

O chuveiro a gás na maioria das vezes é a única opção para as pessoas que moram em prédios que possuem sistemas de gás integrados. Esse modelo aparenta ser mais econômico, por não usar energia elétrica para aquecer a água. Mas não é bem assim, ele usa gás para funcionar e acaba gerando gastos.

Chuveiro híbrido

Você já ouviu falar sobre chuveiro híbrido? Esse modelo permite escolher a forma de aquecimento da água que pode ser com energia solar ou elétrica. As pessoas que usam esse chuveiro podem aproveitar a energia solar no verão e a energia elétrica no inverno.

Se você não possui placas de captação de luz solar, não se preocupe alguns modelos usam gás junto com a energia elétrica.

Chuveiro pressurizado

Esse tipo de chuveiro é excelente para as residências onde a pressão da água é muito fraca. Este modelo possui um sistema que pode ser interno ou externo, ele faz com que a pressão da água fique mais forte para proporcionar um banho mais relaxante.

No entanto, como a vazão de água neste chuveiro é maior o consumo de energia elétrica aumenta, por isso, você só deve comprá-lo se realmente for necessário.  

Qual deles é o melhor para a sua casa?

Como existem vários modelos no mercado é importante que você saiba como escolher o chuveiro ideal para a sua casa. Para facilitar a escolha leve em consideração o conforto e a economia que este equipamento pode proporcionar.

Você também precisa observar como é o sistema de esgoto da sua residência antes da compra deste aparelho, já que o consumo excessivo de água gera dejetos e consequentemente, causa o entupimento dos canos e fossas. Se isso acontecer, será necessário chamar uma empresa limpa fossa.

De qualquer maneira, é aconselhável que anualmente seja feita a limpeza das fossas residenciais como medida preventiva, acionando sempre uma desentupidora, mesmo que ela não esteja cheia para não ocasionar problemas futuros como em épocas de chuva intensa.

Conheça alguns cursos online com melhor custo benefício para estudar em casa

fazendo curso online de artesanato

Em diferentes áreas é possível encontrar nos dias de hoje, cursos online para aprender sobre qualquer tema. Da mesma maneira,  para quem quer aprender artesanato é possível encontrar cursos na modalidade à distância que vão te trazer maior conhecimento sobre o assunto para você estudar de acordo com a sua disponibilidade.  

Para algumas pessoas, a melhor maneira de aprender é fazendo cursos presenciais, onde você tem a interação com o professor. Mas para uma grande maioria que só cresce, essa interação é realizada normalmente através de dispositivos tecnológicos, o que proporciona até mesmo que mais pessoas consigam ter acesso ao conhecimento.

Hoje vamos apresentar para você 5 cursos online de artesanato com o melhor custo benefício para estudar em casa e conhecer ou aprimorar algumas técnicas, para você trabalhar com artesanato.  

Escola de arte Reborn

O primeiro curso que vamos trazer para você é o Curso de Arte Reborn.

É bem provável que você já tenha parado alguns minutos diante de um bebê e ficou se perguntando se era uma boneca ou um bebê de verdade, não é mesmo?

Saiba que existe uma técnica única e incrível em que você consegue aprender todos os passos necessários para conseguir confeccionar um bebê reborn.  

No curso completo com a Drika Sanches, você consegue ter acesso a todo esse conhecimento para criar as suas primeiras bonecas.  

Artesanato em feltro

Com o artesanato em feltro é possível confeccionar produtos lindíssimos e que serão de alta qualidade, podendo te ajudar até mesmo a conseguir uma renda extra excelente.  

Para aprender como fazer ou mesmo, como aprimorar as principais técnicas desse artesanato, você pode conhecer o curso Artesanato em feltro da Revista artesanato.  

Especialmente para o segmento de enfeites de maternidade os artigos em feltro são geralmente os mais procurados, pela beleza e delicadeza que conseguem trazer ao ambiente.  

Acesse o site para conhecer mais sobre o curso e conferir todos os módulos, que serão aplicados.  

DIY: artesanatos diversos

O curso de Do It Yoursef é perfeito para quem não quer aprender apenas uma técnica exclusiva.

Nesse curso você conta com o ensinamento sobre técnicas, truques e artesanatos dos mais variados tipos e para todos os gostos.

Especialmente para quem ainda está começando a trabalhar e entender sobre o universo do artesanato, essa sem dúvida é uma das melhores opções para você conhecer os melhores artesanatos e rapidamente, como fazer cada um deles.  

O Curso DIY artesanatos diversos da Learn Café, possui certificado válido para todo o território brasileiro.  

Arte reciclada

Quer economizar, ser sustentável e ainda trabalhar com artesanato? Então você precisa conhecer o curso sobre arte reciclada.  

São vários os materiais que podem ser trabalhados como, por exemplo, vidro, papel, plástico, madeira e muito mais.  

No site você terá acesso a vários “passo a passo” que são exclusivos, para quem deseja trabalhar com arte em objetos recicláveis.

Vale a pena acessar o site e conferir os cursos online e gratuitos para artesanato e assim, você vai conseguir aprender como trabalhar cada um desses materiais e até mesmo conseguir ganhar dinheiro com a sua arte, além de ajudar o meio ambiente.

Para quem ainda precisa escolher sobre o que aprender

Se você tem o desejo de aprender, mas ainda não escolheu com qual tipo de artesanato deseja trabalhar, saiba que existem centenas de opções para quem quer entrar no mundo dos trabalhos manuais.

No site do Eduk, por exemplo, você pode ter acesso aos mais variados tipos de cursos sobre artesanato, para aprender quando e onde quiser.

Os cursos ensinam sobre arte em feltro, biscuit, bonecas de pano, bonecas articuladas, tricô para enxoval de bebês e muito mais.

Gostou dessas dicas? Aqui sem dúvida você vai encontrar a opção adequada para o tipo de artesanato que você já trabalha ou ainda, que deseja começar a trabalhar.  

Saiba quais são os erros mais comuns na hora de fazer churrasco

costela na grelha

É muito difícil conhecer alguém que não goste de um bom churrasco, não é mesmo? Pode até ser que tenha alguém na sua família que não coma carne, por uma opção pessoal, mas a verdade é que quem gosta, não perde a oportunidade de participar de momentos como esses, ao redor da churrasqueira.  

Falar sobre churrasco não é apenas ter carne na brasa. Geralmente esses momentos reúnem amigos e familiares para confraternizar e trocar bons momentos de partilha e risadas.

E se você está preparando um churrasco para chamar o pessoal, saiba quais são os erros mais comuns na hora de fazer churrasco e fique atento para não cometer nenhum deles.  Segue abaixo:

Não escolher corretamente a carne para grelhar

Principalmente para quem está ainda começando na arte do churrasco, saiba que existem diferentes tipos de cortes de carne e cada uma delas, podem ter variações para o preparo e modo de servir.  

Quando for organizar o seu churrasco, não esqueça de pesquisar antes sobre a carne que deseja comprar e como ela deverá ser preparada.

É importante contar sempre com um açougue de confiança e qualidade, para não ser passado para trás e comprar carne de patinho, por exemplo, ao invés de alcatra.

Aos poucos e com o passar do tempo, você aprende a identificar cada tipo de carne e também o corte que é realizado.  

Inclusive no momento de grelhar a sua carne, existem alguns cortes que além do preparo também precisam do tempo ideal na brasa, para garantir um excelente resultado.

Cortes como o bife de chorizo, picanha e alcatra devem ter como ponto ideal a carne mal passada. Já quando você for preparar carnes como costela e cupim, o melhor é deixar ao ponto.

Desse modo você consegue servir excelentes carnes para os seus convidados. A carne quando está no ponto ideal consegue proporcionar um sabor incrível para quem irá apreciar, tornando o momento realmente delicioso.  

Exagerar no uso dos temperos ou esquecer de colocar

Tem gente que gosta de jogar sal grosso na carne um dia antes e deixar o corte pegando o tempero. Mas quem é um excelente churrasqueiro e sabe como preparar bem uma carne, tem o entendimento correto para saber que cada carne precisa de um tipo certo de tempero.

Um erro comum falando ainda sobre temperos, é furar a carne para colocar o tempero, seja o sal ou mesmo outros temperos prontos, para entrar na fibra da carne.

O mais indicado é colocar um pouco de sal, podendo ser grosso ou fino poucas horas antes da carne ir para o fogo para que ela não desidrate e perca o seu líquido.  

A falta de outros pratos para acompanhar a carne

Por mais que quando falamos em churrasco logo já pensamos mesmo é na carne, é essencial ter outros pratos para acompanhar o almoço ou jantar.  

Talvez você não saiba, mas comer apenas a carne sem qualquer tipo de acompanhamento pode até fazer mal para o organismo e especialmente, quando uma pessoa não está acostumada a ingerir grande quantidade de gordura em uma única refeição.

Deixar faltar ou exagerar na carne

Preparar a carne na grelha nem sempre é a única ou maior dificuldade para aqueles que se arriscam em fazer um churrasco.

Antes disso, é preciso analisar e pensar na quantidade de carne que deverá ser comprada. E não pense que apenas comprar para sobrar, está tudo certo. Esse também pode ser um erro grave, afinal, você corre o risco de desperdiçar muita carne e o seu dinheiro.  

Você pode encontrar facilmente na loja de aplicativos do seu celular, diferentes opções que vão te ajudar a identificar qual a quantidade correta de carnes para a quantidade de pessoas que você deseja convidar para o almoço em sua casa.

Mas se você não quer se preocupar com nada disso, uma excelente opção é contratar o serviço de buffet de churrasco.

Dessa forma, você consegue garantir os melhores serviços e também, os melhores pratos para serem servidos por uma equipe contratada e que possui treinamento para realizar um serviço excelente, em qualquer ocasião.

Além disso um churrasqueiro profissional irá preparar o churrasco a domicílio e você não vai precisar se preocupar com nada a não ser, se deliciar com uma carne bem preparada e temperada na medida certa.

Essa também pode ser uma excelente opção para evitar os erros mais comuns na hora de fazer churrasco e conseguir fazer com que o seu evento seja um verdadeiro sucesso.  

Meu ar-condicionado não está gelando: como resolver

pensamento com uma lampada

Quando a temperatura está alta as pessoas procuram logo uma piscina, um rio ou o mar para se refrescar, mas quando não existe essa possibilidade geralmente usam ventiladores e também o ar-condicionado.

No entanto, quando esse aparelho não está funcionando normalmente as pessoas logo percebem a mudança na temperatura do ambiente e pensam  “meu ar-condicionado não está gelando, como vou resolver esse problema”.

Mas dependendo do caso, o próprio morador da residência pode consertar, para isso observe o que você pode fazer.

O meu ar-condicionado não está gelando: o que pode ser?

Quando o aparelho não está gelando ou pelo menos não está funcionando corretamente é sinal que ele está com problema. Vários fatores influenciam no funcionamento do ar-condicionado e para saber o que está acontecendo com ele para então buscar uma solução com um profissional você precisa eliminar os possíveis problemas que podem ser resolvidos:

Sujeira no filtro de ar do aparelho

Um dos principais motivos pela falta de refrigeração do ar-condicionado é a sujeira no filtro de ar do aparelho.  Os filtros são responsáveis por impedirem que as partículas de sujeira entrem dentro do sistema do ar-condicionado.

No entanto, com o tempo de uso essa sujeira fica acumulada impedindo que a refrigeração aconteça normalmente. Por isso, é fundamental que você faça a limpeza dos filtros frequentemente para não sobrecarregar ou comprometer a eficiência do aparelho de ar-condicionado.

Além disso, é aconselhável chamar um técnico anualmente para fazer uma limpeza mais profunda em ar-condicionados residenciais e a cada 6 meses em aparelhos comerciais. Geralmente, o aparelho é desmontado para que dutos e mangueiras sejam limpos e higienizados corretamente.

Vazamento do gás

O vazamento de gás pode ser o problema quando o ar-condicionado não está gelando. O aparelho funciona alternando a pressão e a temperatura dos fluidos que refrigeram o ar dentro do tubo de cobre.

O vazamento pode acontecer durante o funcionamento do ar-condicionado quando o aparelho está fazendo a variação da temperatura, onde acontece a dilatação e a retração das porcas que vedam as mangueiras.

Por conta disso, as porcas se afrouxam e provocam pequenos vazamentos que vão aumentando gradativamente com o uso do aparelho.

Temperatura errada para o ambiente

Em muitos casos a falta de refrigeração pode ser apenas a temperatura errada para o tamanho do ambiente ou aparelho inadequado para ele. Geralmente quando as pessoas estão desejando comprar um ar-condicionado para a sua residência não sabem qual é o tipo de aparelho ideal.

E a consequência disso é comprar um aparelho que não tem a potência ideal para o tamanho do ambiente, por isso é fundamental que você conheça os diferentes tipos de ar-condicionado.

Configuração do modo reset

O modo reset é uma configuração simples, mas é capaz de alterar o funcionamento do ar-condicionado. Geralmente quando as pessoas estão usando o controle para mudar a temperatura ou algumas funções do aparelho não esperam o tempo de reação que é necessário.

E continuam ativando funções usando o controle e o resultado é a falta de refrigeração correta. Neste caso, é necessário fazer um reset nas configurações que pode ser feito assim:

  • Desligue a chave elétrica do ar-condicionado.
  • Retire as pilhas do controle.
  • Espere pelo menos 2 minutos.
  • Ligue novamente a chave elétrica.
  • Coloque as pilhas no controle.
  • Ligue o aparelho e coloque-o para funcionar aguardando o seu tempo de resposta.

Gostou deste artigo? É comum que as pessoas se perguntem em “como resolver o problema com o meu ar-condicionado que não está gelando” sempre que perceberem alguma alteração na refrigeração do ambiente que possui ar-condicionado.

Se você também percebeu alguma mudança no seu aparelho e verificou que não há problemas com a limpeza dos filtros, o melhor a se fazer é chamar uma equipe técnica para fazer uma manutenção de ar-condicionado.

Certamente, eles irão identificar o problema com agilidade e consertar o seu aparelho com rapidez e profissionalismo.

Por que é importante trocar o óleo do carro regularmente?

carro amarelo antigo

Se você é daqueles motoristas que não ligam muito para seu carro e só fazem a troca de óleo quando a luz indicadora acende no painel, é bom começar a prestar mais atenção ao seu veículo para não ter maiores prejuízos.

Muitos proprietários de veículos não ligam muito para a manutenção periódica e o resultado disso são gastos desnecessários que poderiam ser evitados.

Alguns motoristas não sabem por que é importante trocar o óleo do carro regularmente, mas essa troca é fundamental para garantir o bom funcionamento do motor e dos outros componentes do carro que necessitam de lubrificação para não se desgastarem rapidamente.

Observe por que é importante trocar o óleo do carro regularmente

Com certeza, você sabe que o carro possui vários componentes e dentro deles existem várias peças que, para funcionar corretamente precisam de lubrificação.

No entanto, para evitar o desgaste dessas peças por conta do calor dentro do motor do veículo, o ideal é que o dono do carro utilize o óleo lubrificante recomendado pelo fabricante, além de fazer a troca no período correto.

E ainda, não é aconselhável utilizar um óleo lubrificante que não seja recomendado para o tipo de motor do seu carro já que ele poderá prejudicar o seu funcionamento. No entanto, a falta do óleo pode trazer um prejuízo enorme ao proprietário do veículo, pois pode fundir as peças e, ainda mais grave, pode inutilizar o veículo fazendo com que seja necessário um novo motor.

Quando você deve trocar o óleo do carro

É recomendado sempre verificar o nível do óleo do motor todas as vezes que for ao posto de gasolina abastecer. Essa verificação deve ser feita com o carro desligado e parado alguns minutos em um terreno plano para não atrapalhar a medição.

Você mesmo também é capaz de verificar o nível de óleo do seu carro observando apenas alguns detalhes. Ao retirar o nível de dentro do reservatório, ele não pode estar muito baixo e ainda, o óleo precisa estar limpo ao ser passado numa flanela.

A troca de óleo varia entre cada modelo de veículo e para saber qual é o período recomendado é necessário observar o manual do carro, ou ainda, a anotação feita da última troca, que geralmente fica colada no vidro do automóvel.  Mas se você usa bastante o seu veículo no dia a dia a recomendação é trocá-lo pelo menos a cada 5 ou 7 mil quilômetros rodados.

O que acontece se não trocar o óleo do carro regularmente

Para explicar de forma simples, quando você não faz a devida troca regular do óleo, o motor do seu veículo irá desgastar as peças, o que consequentemente vai fazê-lo travar por falta de lubrificação.

E para evitar esse problema não existe outra alternativa, você deve mesmo levar o seu carro para uma oficina mecânica para fazer regularmente a troca do óleo.

Gostou deste artigo? Como você observou a troca de óleo do veículo é importante para manter a conservação das peças e do motor. No entanto, esse procedimento só deve ser feito em uma oficina mecânica de confiança.

Isso porque algumas vezes também será necessário trocar o filtro de óleo que pode estar desgastado. O filtro tem a função de impedir que as impurezas do óleo antigo ou qualquer outra sujeira danifiquem as peças do motor.

Antes a troca do filtro era feita apenas após 3 trocas de óleo, mas atualmente as montadoras recomendam que essa peça deve ser substituída a cada troca de óleo que for realizada no carro.

Para ler mais a respeito, acesse 10 cuidados para manter seu carro impecável e aprenda ainda mais.

Vantagens de morar na região metropolitana ao invés da capital

adolescente sentada no banco da praça

Não é difícil encontrar alguém que deseja comprar um imóvel e morar na capital, isso porque a maioria das pessoas acham que saindo do interior e morando na capital vão conseguir melhorar a sua qualidade de vida.

De fato sim, vão melhorar a sua vida dependendo do emprego e da região onde vão morar. Mas não é preciso morar em uma cidade grande para conseguir isso, a região metropolitana também é excelente para residir e talvez seja melhor do que a própria capital.

Não acredita? Então observe abaixo algumas vantagens de morar na região metropolitana ao invés da capital.

5 vantagens de morar na região metropolitana

Para mostrar que não é ruim morar fora da capital, selecionamos algumas vantagens que podem ser interessantes para você.

Mais tranquilidade

Uma das melhores vantagens é a tranquilidade de morar na região metropolitana, por conta de que o seu crescimento não é desorganizado como na maioria das vezes é em uma cidade grande.

Geralmente essas cidades possuem menos trânsito, poluição, violência, barulho, entre outros elementos que deixam os moradores estressados, o que já não é possível evitar numa capital.

Outra vantagem é que algumas cidades mantém a característica de interior, onde se conhecem os vizinhos e tem contato direto com a natureza, o que de fato ajuda a descansar.

Custo de vida menor

O baixo de custo de vida é sem dúvida uma das melhores vantagens de se morar na região metropolitana ao invés da capital. Isso porque quando você mora em uma cidade menor a tendência é gastar menos com supermercado, restaurantes, combustível, entre outros fatores que fazem a diferença no seu orçamento mensal.

Além disso, na maioria das vezes o metro quadrado nessa região é mais barato em comparação a um terreno na capital, o que gera economia para quem vai construir.

Os imóveis são mais baratos

Na maioria das vezes o preço alto de um imóvel impede que uma pessoa tenha a sua casa própria em uma capital. No entanto, em algumas regiões metropolitanas o preço dos imóveis é menor e permite que o sonho da casa própria seja realizado.

Para saber mais, não deixe de conferir as opções de imóveis em Fazenda Rio Grande, localizada na região metropolitana de Curitiba.

Acesso com mais facilidade

Muitas pessoas acham que é um equívoco não morar no centro da capital ou pelo menos próximo dele. Elas acham que morando em outra região o morador não terá acesso aos serviços básicos e as comodidades da cidade grande.

No entanto, não é bem assim que as coisas funcionam. Ao morar na região metropolitana você tem mais tranquilidade e consegue fugir do trânsito com as diversas opções de acesso a capital sempre que for necessário ir até ela.

É possível acessar indo no seu próprio carro ou mesmo usando o transporte público.

Valorização e infraestrutura

Existem cidades próximas da capital que possuem uma infraestrutura melhor do que o próprio centro. Você pode encontrar com mais facilidade comércios, opções de lazer e hospitais, por exemplo, que na maioria das vezes funcionam melhor do que na capital.

Além disso, algumas cidades estão em constante crescimento, o que consequentemente aumenta as chances do seu imóvel valorizar, o que a longo prazo pode ser um bom investimento para você e sua família, ou seja, é uma das vantagens de morar na região metropolitana ao invés da capital.

A desvantagem de morar na capital

Morar na capital não é tão vantajoso como as pessoas pensam porque muitos fatores interferem diretamente na qualidade de vida dos moradores como a poluição, trânsito caótico, produtos e serviços mais caros, entre outros.

Segundo uma pesquisa do Centro Psicológico de Controle do Stress, cerca de 35% da população que está em atividade nas metrópoles como Washington, Nova York e São Paulo sofrem com o estresse diário devido a rotina agitada que as cidades grandes exigem.

Gostou deste artigo? Diante das tantas vantagens de se morar na região metropolitana listadas acima, não fica tão difícil tomar uma decisão na hora de escolher o melhor lugar para você e sua família viverem.  Leia mais em Como as grandes cidades afetam a qualidade de vida e faça a escolha certa ao optar por morar numa cidade menor.

Como fazer a sua própria mesa de centro

mesa de centro em madeira

Não sabe como fazer a sua própria mesa de centro? Normalmente as pessoas não sabem como criar esse acessório decorativo por falta de inspiração, porém essas peças dão um toque de modernidade a qualquer ambiente e não são difíceis de se fazer.

Elas geralmente revelam o perfil das pessoas que gostam de mais estilo e exclusividade na decoração da sua casa. Se você também é deste tipo de pessoa, não deixe de arrumar um tempinho na sua agenda para colocar a mão na massa e em poucos passos criar uma linda mesa customizada.

O legal dessas mesas é que elas acabam se tornando peças únicas criadas pelo o próprio morador. Mas se você não sabe como fazer uma mesa de centro, observe algumas dicas abaixo para se inspirar.

Aprenda como fazer a sua própria mesa de centro

Para criar esse tipo de acessório você só irá precisar de alguns materiais e da sua criatividade para montar e decorar como quiser.

Mesa de centro com material reciclável

Os materiais recicláveis são os melhores materiais para se criar uma mesa de centro. Você pode soltar a imaginação e fazer uma peça clássica usando pneu, quer saber como?

  • Escolha um pneu do tamanho que será a mesa.
  • Faça uma pintura ou, se desejar, um revestimento na superfície com fibra ou tecido apenas para decorá-lo.  
  • Logo após, use uma tampa de vidro do tamanho ideal para formar a mesa.

Além dos pneus você também pode usar garrafas, quer saber como fazer a sua própria mesa de centro com esse material? É muito simples, junte algumas garrafas, fixe uma na outra para fazer uma base forte e personalize as garrafas como quiser. Para finalizar, use algum material como tampa para a mesa.

Mesa de centro artesanal

Você também pode fazer uma mesa de centro para decorar a sua residência com material de artesanato extraído da própria natureza.  Por exemplo, os troncos de árvores podem se utilizados para criar uma linda e moderna mesa e impressionar os visitantes.

Para isso, você precisa escolher um troco que tenha o tamanho ideal para a mesa desejada, fazer um polimento e envernizar a peça. Sua mesa estará pronta e certamente irá atrair a curiosidade de todos.

conjunto de mesa de centro e sofa de pallets

Mesa de centro espelhada

As mesas de centro espelhadas passam a sensação de amplitude e são muito elegantes e modernas ao mesmo tempo. Para fazer esse modelo, você precisará montar um caixote ou cubo de madeira do tamanho desejado para a mesa.

Após a montagem dessa estrutura, cubra com espelhos colados por todos os lados. Eles precisam ter o mesmo tamanho dos lados para cobrir toda a área e ficar uniforme.

Mesa de acrílico

Devido a sua qualidade e resistência o acrílico vem sendo cada vez mais utilizado em algumas feiras de arquitetura. E nos últimos anos, ele também está sendo utilizado para montar mesas de centro, porque agrega mais sofisticação a peça.

Para criar uma mesa de centro de acrílico é muito simples. Você consegue comprar blocos ou cubos de acrílico em lojas especializadas. Então, é preciso apenas juntar algumas peças do tamanho que será a sua mesa fazendo um tipo de caixote, colando uma peça na outra e pronto, está feito a sua mesa.

Gostou das dicas? Os ambientes mais sofisticados tendem a surpreender as pessoas pelos móveis de decoração. Por isso, é importante que você aprenda como fazer a sua própria mesa de centro. Mas, se você não tem tempo nem paciência para fazer um trabalho manual, nós podemos lhe indicar uma loja online de móveis novos e seminovos com diversas opções que irão lhe encantar. São produtos exclusivos que, com certeza, irão deixar a sua sala super moderna e elegante.

E se você ainda tem dúvidas sobre como deixar a sua mesa de centro super estilosa e de acordo com o ambiente, confira estas 20 ideias de como decorar a mesa de centro da sala de estar e não perca mais tempo.